Estatísticas do setor externo

Conteúdos Exclusivos

Notícias

Estatísticas do setor externo

1. Balanço de pagamentos

Em janeiro de 2020, o déficit em transações correntes totalizou US$11,9 bilhões, ante déficit de US$9,0 bilhões no mesmo mês de 2019. A elevação no déficit decorreu da retração de US$3,6 bilhões no saldo da balança comercial, parcialmente compensada pelas reduções de US$506 milhões e de US$182 milhões nas despesas líquidas de renda primária e de serviços, respectivamente, e pelo aumento das receitas líquidas de renda secundária, US$96 milhões. O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em janeiro de 2020 somou US$52,3 bilhões (2,85% do PIB), ante US$49,5 bilhões (2,69% do PIB), em 2019. 

As exportações de bens totalizaram US$14,5 bilhões em janeiro de 2020, recuo de 19,5% em relação ao mesmo período de 2019. Na mesma base de comparação, as importações de bens aumentaram 0,6%, para US$17,1 bilhões. As importações de bens no âmbito do Repetro foram estimadas em US$2,1 bilhões, para janeiro de 2020. Em janeiro de 2019, as importações líquidas cursadas pelo Repetro totalizaram US$0,8 bilhão.

O déficit na conta de serviços atingiu US$2,7 bilhões no mês, 6,4% inferior ao resultado de janeiro de 2019. Destacaram-se o incremento na receita líquida de outros serviços de negócio, de US$526 milhões para US$831 milhões, e a redução nas despesas líquidas em viagens, de US$986 milhões para US$857 milhões, na mesma base de comparação. Em sentido oposto, houve aumento nas despesas líquidas de aluguel de equipamentos, de US$931 milhões para US$1,3 bilhão.

Em janeiro de 2020, o déficit em renda primária reduziu 7,0% na comparação com janeiro de 2019, somando US$6,8 bilhões. Os gastos líquidos com juros somaram US$4,0 bilhões no mês, redução de 13,3% na comparação interanual, com redução de despesas e estabilidade nas receitas. As despesas líquidas de lucros e dividendos somaram US$2,8 bilhões, aumento de 4,1% ante janeiro de 2019.

Os ingressos líquidos em investimentos diretos no país (IDP) somaram US$5,6 bilhões no mês, compostos por ingressos líquidos de US$4,5 bilhões em participação no capital e de US$1,1 bilhão em operações intercompanhia. Nos doze meses até janeiro de 2020, o IDP totalizou US$78,4 bilhões, correspondendo a 4,26% do PIB. Em 2019, os fluxos líquidos de IDP alcançaram US$78,6 bilhões, ou 4,27% do PIB. 

No mês, o ingresso líquido de investimento em portfólio no mercado doméstico somou US$1,5 bilhão, com saídas líquidas de US$4,1 bilhões em ações e fundos de investimento, e ingressos líquidos de US$5,6 bilhões em títulos de dívida. Em janeiro de 2019 houve ingressos líquidos de US$6,7 bilhões, resultado de ingressos líquidos US$3,7 bilhões em ações e de US$3,0 bilhões em fundos de investimentos. No acumulado em 12 meses, as saídas líquidas somaram US$12,9 bilhões.

2. Reservas internacionais

O estoque de reservas internacionais atingiu US$359,4 bilhões em janeiro de 2020. O incremento de US$2,5 bilhões nesse estoque, relativamente à posição de dezembro, decorreu principalmente da variação por preço, que gerou ganhos de US$2,1 bilhões. A receita de juros adicionou US$585 milhões ao estoque, enquanto a variação por paridades contribuiu para reduzi-lo em US$251 milhões.

3. Revisões – exportação de bens 

A Secex revisou as estatísticas de exportações de bens para todos os meses de 2019, o que implicou aumento de US$1,4 bilhão ao acumulado do ano. Agosto de 2019 concentrou os valores revisados, acréscimo de US$1,0 bilhão, enquanto os demais meses do ano alternaram elevações e reduções. 

Essa revisão, decorrente da revisão nas informações prestadas, é classificada como uma revisão ordinária de curto prazo e efetuada na mesma periodicidade em que essa estatística é publicada, nos termos da Política de Revisão das Estatísticas Econômicas Oficiais Compiladas pelo Departamento de Estatísticas (DSTAT) do Banco Central do Brasil (BCB), de outubro de 2019. Dessa forma, nesta divulgação, as estatísticas de exportações de bens das transações correntes do balanço de pagamentos estão sendo revisadas para o mesmo período e nos mesmos montantes em que houve a revisão realizada pela Secex.

notícia foi publicada em 21/02/2020 na página do Banco Central do Brasil.

COMEXDEZ

Central: 0800 006 2615 | (11) 4063-9260 | (11) 4063-9261 | (44) 3046-1443 | E-mail: [email protected]Área do Cliente
×