Governo discute medidas para incentivar inovação

Conteúdos Exclusivos

Notícias

Governo discute medidas para incentivar inovação

Em reunião com empresários e parlamentares, secretário Carlos Da Costa afirma que Ministério da Economia atua para tornar País mais produtivo

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, participou nesta terça-feira (5/11), em Brasília, da reunião conjunta da Mobilização Empresarial pela Inovação com a Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação.

Segundo o secretário, o governo está trabalhando intensamente para que o Brasil se torne mais produtivo e competitivo. “Estimular a inovação é um dos principais objetivos”, afirmou. “Para isso temos definidos alguns eixos de atuação, como melhorar o ambiente de negócios no país, reduzir o chamado custo Brasil e ampliar a concorrência”, disse Da Costa.

Durante o encontro, Da Costa destacou a importância de se construir pontes entre governo e iniciativa privada, porque, segundo ele, a inovação depende de diálogo, troca de ideias e convergência. “A Confederação Nacional da Indústria (CNI) cada vez mais tem construído agendas convergentes com o governo”, afirmou.

O secretário disse ter absoluta certeza que o Brasil será um dos países mais inovadores do mundo. “Só precisamos abrir espaço para que nosso povo e nossas empresas transformem a cultura inovadora de todos os brasileiros em produtos e serviços”, explicou Da Costa.

Na reunião foram assinadas parcerias entre a CNI, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) para fortalecer a agenda da inovação.

O evento contou com a participação dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; do Senado Federal, Davi Alcolumbre; da Frente Parlamentar, Izalci Lucas; da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, Vanderlan Cardoso; do vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira; e do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Mercado de gás 

Pela manhã, o secretário Carlos Da Costa, participou do seminário Desafios e Oportunidades no Mercado de GLP, no edifício-sede da Petrobras em Brasília, onde ressaltou a importância da abertura do mercado, reduzindo a interferência do Estado. 

Da Costa defendeu a manutenção da marca nos botijões de gás de cozinha vendidos ao consumidor para garantir a segurança do produto. “A marca pode vir a ser o elemento mais importante na garantia de segurança, e de incentivos a novos modelos de negócios, ainda que seja uma commodity. Quando as pessoas estão comprando o gás, estão comprando segurança, o funcionamento do fogão ou do aquecedor. Por isso é importante gerar incentivos para que o mercado funcione bem”, pontuou.

No caso de lançamento de uma nova marca de botijões de gás, segundo Da Costa, cada uma delas vai se posicionar, naturalmente, gerando um mercado concorrencial em que o consumidor passa a ter mais escolhas.

admin

Central: 0800 006 2615 | (11) 4063-9260 | (11) 4063-9261 | (44) 3046-1443 | E-mail: comercial@comexdez.com.brÁrea do Cliente
×